set 16 2010

O amor de Deus

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o Seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16)


O amor de Deus realmente é a maior notícia do Evangelho. Ela dá alento às almas que se entristecem por ouvir a outra notícia do Evangelho, que diz: “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”(Rm.3:23). Como é que você tem recebido estas duas notícias? Receber a notícia que Deus te ama talvez seja mais confortante, mas como é que você tem recebido a notícia, vinda desse Deus que te ama, a qual te diz que você é um pecador e por isto está prestes a ser condenado?

1) Os homens: o objeto do amor de Deus:

O amor de Deus para com os homens não pode ser comparado com nenhum outro amor, porque é um amor Supremo, é um dos atributos do Deus Eterno. Seu amor para com os homens foi um amor de tal maneira. Esse amor não se pode medir. Apesar do mundo estar condenado por causa do pecado, mesmo assim Deus amou o mundo. Esse mundo jamais irá merecer este amor, porém o amor de Deus é incondicional. Todos os homens são perdidos pecadores, indignos e condenados, mas Deus ama a todos e provou esse amor.

2) A morte de Cristo: a prova do amor de Deus:

Diz-nos um versículo: “Deus prova o Seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós sendo nós ainda pecadores” (Rm.5:8). O amor de Deus foi tão grande que Ele enviou o Seu Filho Unigênito a esse mundo com o firme propósito de salvar a humanidade: “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele” (Jo.3:17). Lá na cruz do Calvário o Senhor Jesus pagou o preço dos nosso pecados, quando “o Senhor fez cair sobre Ele a iniquidade de nós todos” (Isa.53:6). A morte é o salário do pecado, mas o Senhor Jesus morreu no nosso lugar. Para os que recebem este amor estão livres da condenação dos seus pecados, e passa a gozar da promessa deste grande amor.

3) A vida eterna: a promessa do amor de Deus:

Podemos perceber neste versículo que Cristo morreu para dar vida eterna a todos quantos crêem nEle como Salvador. Está claro então que apesar de Cristo ter morrido por todos os homens, nem todos serão salvos, mas só os que crêem na obra redentora que Ele realizou na cruz do Calvário. E para os que não crêem no Senhor Jesus Cristo como Salvador, como diz o versículo, irão perecer eternamente. Não há outra maneira de sermos salvos, a não ser pela fé no Salvador Jesus, o Único que pode nos salvar. “Porque debaixo do céu, nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (At.4:12).

Amigo e amiga, não pense que suas qualidades irão te salvar. Não se engane pensando que a sua religião irá te dar um lugar no céu. Não se iluda em achar que o batismo, as orações, ou as práticas doutrinárias irão apagar seus pecados. Ouça o que diz a Palavra de Deus: “Pela graça sois salvos, mediante a fé; e isso não vem de vós, é Dom de Deus; não vem das obras para que ninguém se glorie” (Ef.2:8,9). É só Jesus que salva o pecador. Somente o Seu sangue nos purifica de todo o pecado (I Jo.1:7)

Aceite agora o amor de Deus, reconhecendo os seus pecados e crendo no Filho Unigênito de Deus, para a vida eterna.

Deixe um Comentário