mar 1 2011

Viver ou morrer

“Aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9:27)

Ao criar o ser humano, Deus lhe deu um único mandamento. A desobediência seria fatal, pois assim disse Deus a Adão se este fosse rebelde: “certamente morrerás” (Gênesis 2:17). E foi assim que entrou o pecado no mundo, e pelo pecado entrou a morte (Romanos 5:12).

 

Preste bastante atenção aos seguintes três versículos:

“O salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23)

“A alma que pecar essa morrerá” (Ezequiel 18:4)

“O pecado, sendo consumado, gera a morte” (Tiago 1:15)

Os versículos citados acima são suficientes para nos mostrar que o salário (o pagamento, a consequência, o resultado) do pecado é a MORTE. Enquanto houver cemitérios, caixões, velórios e vidas sendo ceifadas neste mundo, estará atestada esta verdade que o homem é pecador.

Mas será que a sepultura é o fim? NÃO! O primeiro versículo citado no início desta mensagem é claro. Logo após deixar de habitar em seu corpo, uma única e derradeira vez, o homem terá de enfrentar o juízo de Deus. Isso significa também que o homem não deixará de existir após deixar este mundo. Não é fácil de se assimilar, mas quando olhamos um corpo inerte deitado sobre um caixão, para que depois seja sepultado, a pessoa não está mais ali. Parentes e amigos choram sobre o seu corpo, mas aquela pessoa já se encontra na eternidade, e terá de enfrentar o juízo de Deus.

Certa vez, a respeito de um corpo morto, em um velório, um preletor perguntou para os presentes: Ele morreu? O corpo obviamente morreu, estava ali imóvel, inerte, sem vida. Mas ele perguntou sobre a alma daquele que partiu! Onde aquela pessoa estaria naquele momento? Viva com Deus ou morta no inferno?

A Palavra de Deus afirma que MORTE é estar longe de Deus, e VIDA é estar perto de (reconciliado com) Deus. Quando entrou o pecado no mundo, por causa da santidade de Deus, o homem precisou ser expulso da Sua presença. Desde então “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23).

Meu prezado amigo(a). É Deus que afirma que “na verdade que não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque” (Ezequiel 7:20). Você é pecador(a). Você nasceu pecador(a). Por este motivo você não apenas morrerá, mas já está MORTO(A)! Você está morto(a) em ofensas e pecados (Efésios 2:1) Se você não for vivificado por Deus, o seu sepultamento apenas selará o destino da sua alma: morte eterna, longe de Deus, em tormentos. Mas Deus tem uma boa notícia para você!

Jesus Cristo, o Filho de Deus, veio a mundo para dar vida àqueles que estão mortos em seus pecados. Ele afirmou:

“Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância” (João 10:10)

“Vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão” (João 5:25)

Você está morto e precisa ouvir a voz do Filho de Deus para viver. Ouvir a voz do Filho de Deus é reconhecer que é um pecador perdido, arrepender-se do pecado e confiar em Jesus Cristo como teu Único e todo suficiente Salvador. Ele morreu na cruz pelos teus pecados! Jesus morreu para te dar vida! “o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus” (I Pedro 3:18).

Não se engane. A vida terrena que Deus lhe deu é única. E única também será a sua morte! Não caia no engano de achar que você voltará aqui para melhorar alguma coisa. Você está morto em seu pecado e é, em si mesmo, irrecuperável. Você está longe de Deus! E morrendo neste estado você terá que enfrentar o juízo de Deus: morte eterna! Mas se, arrependido, crer em Cristo agora, você desfrutará da promessa do seguinte versículo:

“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida” (João 5:24)

Uma última pergunta: no momento em que seu corpo estiver sendo velado, onde você estará na eternidade? Essa é, sem dúvida alguma, a mais importante resposta da sua vida.

Viva eternamente com Deus, crendo em Cristo Jesus como Salvador. Caso contrário você morrerá eternamente, longe de Deus, por ter rejeitado o Seu amor, provado na cruz central do Calvário.

Deixe um Comentário