set 14 2011

Desagradáveis

“Os que estão na carne não podem agradar a Deus” (Romanos 8:8)

“Sem fé é impossível agradar-lhe” (Hebreus 11:6)

Agradar é o mesmo que trazer contentamento, prazer ou satisfação. Normalmente, desde muito pequeno, cada um é ensinado a ser agradável aos seus pais, irmãos, parentes e a todos os que os cercam. E quanto àqueles que foram ensinados a serem agradáveis a Deus por meio de boas ações ou uma vida religiosa? Cada um se esforça, à sua própria maneira, para ser agradável e aceito por Deus. O pensamento é: “Deus está vendo meu esforço, minha dedicação, meu empenho em lhe ser agradável. E no final de tudo me receberá no céu”. Mas será assim mesmo?

O ser-humano foi criado para agradar o Seu Criador. Passados seis dias da criação dos céus, da Terra, do mar e de tudo quanto neles há, Deus criou o homem e ficou muito satisfeito, a ponto de dizer: “muito bom” (Gênesis 1:31). Deus tinha prazer em se relacionar com o homem… mas o pecado estragou tudo. Criado para dar alegria e prazer ao Senhor Deus, o homem deliberadamente O desobedeceu, morreu espiritualmente e foi sumariamente expulso da Sua santíssima presença.

“Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne” (Gênesis 6:3)

Após a queda do homem, Deus disse que “ele também é carne”. O que isso significa? Ao mencionar CARNE será que Deus estava se referindo ao nosso corpo? Certamente que não! Deus se referiu a uma natureza, a uma raiz, ao que a Bíblia chama de “lei do pecado”, presente em nossos membros (Romanos 7:23). Desde a queda do homem, cada um nasce da carne e somos carne (João 3:6), pois carregamos desde o ventre de nossas mães uma natureza pecaminosa, corrompida e contrária a Deus. O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus. A Sua vontade era que o homem vivesse eternamente para O servir e O agradar,  em espírito. Todavia com o pecado, o homem morreu espiritualmente, tornando-se um pecador, um ser carnal. Não pode haver nenhuma dúvida: o homem é, por natureza, completamente desagradável a Deus!

Ser CARNE denota uma condição escrava. O homem não somente É CARNE, mas também ESTÁ NA CARNE. Toda a sua vida está baseada, fundamentada, edificada, orientada e escravizada pela “carne”, sua natureza caída, má, perversa, enganosa, corrupta e totalmente desagradável a Deus. Por este motivo citamos o primeiro versículo no início desta mensagem. Novamente: “os estão na carne não podem agradar a Deus”. Não é uma questão de vontade, escolha, alternativa ou opção. Aqueles que permanecem escravos do pecado, dominados pela “carne”, NÃO PODEM agradar a Deus!

Prezado leitor, não sei de onde você veio, onde você nasceu, qual a sua religião, quais foram os ensinamentos sobre os quais sua vida está baseada, mas posso lhe afirmar, pela Palavra de Deus, que você (assim como toda a humanidade) NÃO PODE AGRADAR A DEUS! Você é um pecador e por este motivo nada do que você faça, ainda que com o intuito de ser agradável a Deus, trará a Ele agrado ou prazer. O teu pecado faz separação entre você e Deus. Por ser um pecador, você está destituído da glória de Deus (Romanos 3:23). O triste fato de você estar na CARNE, ser um escravo do pecado, isso encobre o rosto do Senhor para não lhe ouvir. Você pode fazer orações, rezas, promessas e votos dirigidos a Ele, mas tudo que o homem faça para Deus, achando que O está agradando, isso lhe é insuportável! Atente para o que Deus diz:

“Não posso suportar iniqüidade” (Isaías 1:13b)

Você não pode agradar a Deus porque Ele mesmo tem dito que não pode suportar o teu pecado, tua condição de perdido, tua natureza pecaminosa. Você está na carne! Deus é Santo e o homem é imundo, manchado e contaminado pelo pecado. Será mesmo que “no final de tudo” Deus te receberá no céu por todo o seu esforço em lhe ser agradável? Não se engane! Deus não se deixa escarnecer. Ele não tolera o pecado! Os que estão na carne não podem lhE agradar, não terão um lugar na Sua eterna presença eternamente.

Mas será que tudo está perdido? Será que nunca homem algum poderá agradar a Deus? Pela graça e misericórdia de Deus a resposta é NÃO! Aquele que afirma que não suporta iniquidade é o mesmo que providenciou um meio de obtermos o perdão dos nossos pecados: JESUS CRISTO. Sendo perfeitamente Deus e perfeitamente homem, o Senhor Jesus demonstrou porque Ele é o Amado do Pai:

“Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:17)

Jesus Cristo fez sempre o que agradava ao Seu Pai (João 8:29). A sua “comida” era fazer a vontade do Seu Pai (João 4:34). Ele foi obediente em tudo ao Seu Pai. E você sabe porque Deus o enviou a este mundo? Foi por tua causa! Foi por te amar! Foi por causa do teu pecado! Foi para te salvar! Foi para que você pudesse, por causa do Amado Filho de Deus, ser agradável a Deus. Isso mesmo! Você não pode mudar sua condição desagradável a Deus, a não ser que o próprio Deus, por intermédio do Seu Amado Filho, te torne agradável (Efésios 1:6). E para que isso lhe fosse possível, Jesus Cristo pagou um elevadíssimo preço, dando a Sua vida na cruz, derramando Seu sangue inocente, para lhe dar a vida eterna com Deus.

O que lhe cabe então? Primeiro reconheça sua condição de culpabilidade, escravidão do pecado e impossibilidade de agradar a Deus. Enfim arrependa-se e creia em Jesus Cristo como teu Salvador pessoal. Caso contrário, sem esta fé salvadora, depositada unicamente no Senhor Jesus Cristo, será eternamente IMPOSSÍVEL você ser agradável a Deus. É aqui que entra o segundo versículo citado no início desta mensagem. Leia-o novamente.

Quer ser verdadeiramente agradável a Deus? Anseias hoje mesmo a tua salvação? Saiba que Deus não quer suas obras ou boas ações para que você lhe seja agradável, pois Ele já tem dito que você NÃO PODE lhe agradar. Deus quer que você reconheça que é desagradável a Deus, por ser um pecador perdido e condenado. Só então, pela operação do Espírito de Deus, você se arrependerá e clamará por perdão e salvação. Veja, pela fé, Aquele que morreu no teu lugar na cruz central do Calvário, movido por um infinito amor pela tua alma.

Deixe um Comentário