ago 20 2012

Uma palavra amiga

“Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mateus 16: 26)

Sabendo que o corpo humano cessará um dia, mas que a nossa alma é eterna, é então fundamental preocuparmo-nos com a alma.

O Senhor Jesus Cristo fez esta pergunta: “Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?” (Mateus 16: 26)

Todos nós, sem exceção, ofendemos a Deus, transgredindo as Suas leis, fazendo-nos culpados dos nossos próprios erros. Portanto merecemos Seu castigo, Sua condenação. De fato, merecemos a morte eterna porque a Bíblia diz que: “O salário do pecado é a morte” (Romanos 6: 23a). Entretanto, diz também que “o dom gratuito de Deus é a vida eterna por Cristo Jesus nosso Senhor”
(Romanos 3: 23b).

Deus nos ama com profundo amor e provou este amor enviando o Seu único Filho para receber a punição que nós merecíamos.

O Senhor Jesus Cristo morreu na cruz como nosso Substituto, isto é, Ele morreu em meu lugar, morreu em seu lugar. Recebeu a punição que seria minha, que seria sua.
Todos nós precisamos ser humildes para aceitar esta oferta de Deus, ou seja, “o fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5: 8).

Se não aceitarmos, continuaremos devedores a Deus. E se morrermos na condição de devedores, então teremos de pagar nós mesmos pelos nossos pecados. Isso será um sofrimento eterno. Muitas pessoas não crêem que um Deus de amor vai castigar um ser humano eternamente.

Você já ouviu de prisão perpétua? Pois bem, os homens neste mundo também estudam as leis e têm autoridade para punir os erros dos homens e condená-los à prisão perpétua ou até condená-los à morte.
Você diria que o juiz que passa esta sentença não tem amor? Onde fica a justiça neste caso?

Deus é Amor, mas é também Justo!

– Sendo Amor, Ele providenciou salvação para os pecadores. Quando o Senhor Jesus Cristo entrou neste mundo, o anjo anunciou a José que o nome do menino seria “JESUS; porque Ele salvará o seu povo dos seus pecados.” (Mateus 1: 21). Na pregação do apóstolo Pedro, ele disse: “E não há salvação em nenhum outro, porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4: 12).

– Sendo Justo, Deus só condenará aqueles que rejeitam Seu Filho, Jesus Cristo, como Salvador e Senhor das suas vidas. “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus” (João 3: 18)“Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo (condenação), mas passou da morte para a vida” (João 5: 24).

Em qualquer fase da nossa vida que ouvirmos esta mensagem, devemos abraçá-la por fé. Devemos crer na Palavra de Deus, a fim de não enfrentarmos dolorosas consequências, ou seja o juízo final.
“Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam; porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos” (Atos 17: 30-31).

Hoje Jesus Cristo é Senhor e Salvador daqueles que O recebem. Um dia Ele será o juiz daqueles que O rejeitaram ou trocaram-no por outro nome ou pessoa.

Fonte:  Verbex.info

Deixe um Comentário