maio 25 2012

O Titanic

A ÚLTIMA JORNADA DE JOHN HARPER

Em 10 de Abril de 1912, John Harper, um conhecido pregador do evangelho da Escócia, começou sua última jornada na terra. Ele embarcou no RMS Titanic em Southampton em direção aos Estados Unidos para pregar o evangelho em Chicago. Para ele e para mais de 1.500 almas, a jornada terminou quando o navio, que havia sido declarado inafundável, afundou depois de colidir com um iceberg a cerca de 400 milhas da costa do Canadá. Muitos daqueles que pereceram naquela terrível manhã de 15 de Abril de 1912 não estavam prontos para morrer pois não tinham se preparado para a eternidade. Entretanto, John Harper estava pronto para morrer, pois ele era salvo. Continue lendo





-->

abr 25 2012

Conheça Jesus: Único, Incomparável, Maravilhoso

Porque vale a pena ser cristão – Introdução

Norbert Lieth

Vamos perguntar-nos concretamente se vale a pena ser cristão, apesar de vivermos em um país considerado cristão, com raízes e tradições cristãs. Que valor tem para nós o cristianismo, o verdadeiro cristianismo, nos dias de hoje? Continue lendo





-->

abr 18 2012

Salva tua alma

“A palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós que somos salvos é o poder de Deus” (I Coríntios 1:18)

Quando era menino, muitas vezes acompanhei meu pai ao cemitério de Bom Princípio no Rio Grande do Sul, onde ele trabalhava e o ajudava na preparação de túmulos. Foram muitos enterros de idosos, jovens, crianças e amigos. No dia em que completei 12 anos (1975) houve um acidente, cavei três covas naquele dia.

Na entrada do cemitério, havia uma inscrição em alemão, “Salva tua Alma”. Lembro do dia de perguntar ao pai o que isso queria dizer. Mas ele não sabia nada sobre o assunto, além das crenças da única religião que conhecia, onde nós éramos ensinados que as almas iriam ao fogo do purgatório, sendo necessário rezar muitas missas em favor daquelas almas, na esperança que fossem levadas ao céu. Continue lendo





-->

abr 12 2012

Fundamento

“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha” (Mateus 7:24)

“Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo” (I Coríntios 3:11)

“… e a pedra era Cristo” (I Coríntios 10:4)

Em uma propaganda recente, de uma seguradora, o slogam era “As pessoas seguras são mais felizes”. Baseada nesta afirmação, uma mesma pergunta foi feita a algumas pessoas: “O que significa para você ser uma pessoa segura?”. As respostas variavam, tais como: “Uma pessoa segura tem tranquilidade” ou “Sendo uma pessoa segura, estou pronta para o que der e vier”. E cada uma das respostas confirmavam o slogam, afinal, segurança traz consigo descanso e felicidade. Você concorda com isto? Continue lendo





-->

mar 23 2012

Um Tribunal diferente (III)

“Toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus” (Romanos 3:19)

Quanto mais estudamos sobre o “Tribunal Diferente” que a Bíblia apresenta, mais surpresos ficamos diante das verdades reveladas. Mas não podemos parar. Precisamos continuar descobrindo como funciona esse Tribunal. Já vimos sobre o Supremo Juiz, o Promotor e a Testemunha. Para terminar esta parte, vamos considerar mais dois personagens: o Réu e a Defesa. Antes de identificá-los, porém, precisamos descobrir do que e por quê o Réu está sendo acusado. Continue lendo





-->

mar 7 2012

Um Tribunal diferente (II)

“Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons” (Pv 15:3)

Já vimos na primeira mensagem da série “Um Tribunal diferente” o que a Bíblia nos apresenta: Deus é o Supremo Juiz, cujo caráter é inquestionável, cuja característica de julgamento é segundo a verdade, cuja capacidade abrange o mundo. Agora, vamos considerar outros dois personagens.

Personagens envolvidos – Promotor e Testemunha

Num tribunal normal que conhecemos, o Promotor é a pessoa que trabalha pelo bem da ordem pública, defendendo os interesses em cumprimento da Lei. Já as Testemunhas são pessoas convocadas para prestar informações do que viram e/ou ouviram, visando cooperar na resolução de um caso. Continue lendo





-->

mar 1 2012

Um Tribunal diferente

Deus é Juiz justo” (Salmo 7:11)

Todos nós conhecemos um tribunal, seja por ter ouvido falar, seja por ter visto, seja por ter participado. Mas todas as nossas noções e impressões de um tribunal se tornam meras especulações quando somos confrontados com o Tribunal que a Palavra de Deus apresenta. Estudando cada um dos personagens envolvidos nesse Tribunal, ficamos impressionados com sua diferença em relação aos demais que conhecemos.

Para facilitar, vamos dividir nossas considerações sobre este “Tribunal diferente” em três partes maiores, pensando nos personagens envolvidos, depois no pronunciamento emitido e, por fim, na providencia estendida. No meio destas divisões, faremos outras divisões menores.
Continue lendo





-->

fev 28 2012

Pela fé – criação

“Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.” (Hebreus 11:3)

O primeiro exemplo do que a fé faz está relacionado a um evento que atinge a toda a raça humana. Aqui também há três assuntos que precisam ser destacados:

1) Criação“os mundos … foram criados”. A palavra “mundos” está no plural porque não é a palavra normalmente traduzida “mundo” no NT. Aqui, esta palavra literalmente quer dizer “séculos”, mas “inclui tudo o que os séculos têm trazido” (Comentário Ritchie, vol. 13, pág. 299). O plano dos séculos e as coisas existentes neles não surgiram a partir de um cataclismo. Foram criados! Continue lendo





-->

dez 13 2011

Certeza de salvação

“Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus” (1 Jo 5.13)

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Ef 2.8)

É possível uma pessoa saber que é salva e que vai para o céu? Em resposta a esta pergunta, devemos primeiramente observar que, se a salvação fosse por meio das obras, tal certeza seria impossível. Uma pessoa nunca poderia estar completamente certa de ter realizado boas obras suficientes ou o tipo correto de boas obras. Além disso, se sua salvação dependesse da continuidade de uma vida perfeita, ela nunca poderia ter certeza de que continuaria a satisfazer esse requisito.

Aqueles que crêem que a salvação é dependente de seu caráter pessoal ou das boas obras invariavelmente traem esse fato através de sua fala. Você pergunta a um homem: “Você é salvo?” E é provável que ele responda: “Estou me esforçando para ser”. Em outras palavras, ele espera fazer o que for necessário para merecer a salvação, e não recebê-la como um presente. Continue lendo





-->

nov 17 2011

Você O crucificou

“Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo” (Atos 2:36)

Quem crucificou a Jesus? Há muito o que dizer sobre quem seriam os responsáveis pela morte de Jesus Nazareno, o filho do carpinteiro. Os judeus invejosos foram os responsáveis? A culpa foi de Judas Iscariotes? A culpa foi de Pilatos? Foi o povo judeu? Será que a responsabilidade maior recai sobre aqueles que penduraram Seu corpo na cruz? Há muito o que dizer sobre esta importante questão. Continue lendo





-->