ago 7 2015

Simeão

Simeão“Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, Segundo a tua palavra; pois já os meus olhos viram a tua salvação, a qual tu preparaste perante a face de todos os povos; Luz para iluminar as nações, e para glória de teu povo Israel” (Lucas 2:29-32)

Após o nascimento de Jesus, José e Maria foram apresentar o menino ao Senhor, no templo em Jerusalém, a fim de procederem conforme a lei de Deus, ainda vigente para a Isarel. Foi naquela ocasião em que o Espírito Santo conduziu Simeão para o templo para que visse o menino.

Quanta paz e alegria teve o velho Simeão ao ver aquele bebê e tomá-lo em seus braços! Deus lhe havia prometido que ele não morreria sem antes ver o cumprimento da promessa feita a todo o Israel: a vinda do Messias, o Cristo do Senhor. Então Simeão louva a Deus e se despede em paz. Continue lendo


jul 19 2014

Para quê vivo eu?

Pra quê vivo eu“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas” (Mateus 11:28,29)

Alguma vez em sua vida você já parou para pensar seriamente se o que você está vivendo até hoje é realmente a vida que sempre desejou? Em outras palavras: você está plenamente satisfeito com tudo o que tem experimentado até aqui? Está satisfeito com todo o seu passado, suas experiências e suas lembranças? Seu tempo presente lhe dá alegrias e satisfação plena, a ponto de conseguir dormir tranquilamente sem nenhum sentimento de culpa ou vazio? Ao pensar no futuro, você se sente seguro e esperançoso em conhecer e experimentar coisas maravilhosas que ainda não pode conhecer nem experimentar, ou sente-se temeroso e inseguro em relação aos problemas que a vida lhe trarão, incerteza, medo de mudanças, medo da morte e do que virá depois? Ou você simplesmente evita pensar no futuro justamente para não se deparar com o medo e insegurança?

Por favor, amigo, não pare de ler esta pequena mensagem, ela foi escrita por sua causa, por amor a você, pensando exclusivamente em você e sua necessidade. Continue lendo


ago 13 2012

Com certeza

“Quanto ao homem, os seus dias são como a erva, como a flor do campo assim floresce. Passando por ela o vento, logo se vai…” (Salmo 103:15-16)

Entre as muitas incertezas que acompanham as nossas vidas, uma coisa é certa, e é que todos nós havemos de passar para a eternidade.

Quer queira, quer não queira, a Palavra de Deus afirma: “aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9:27)

É impressionante observar como o homem conseguiu se estruturar; com almejos, esforços, engenhos e cuidados, ele vai se ocupando como se nada viesse depois. Considere a área de saúde, educação, alimentação, segurança, comércio, negócios e lazer. Todas estas, por sua vez, podem ser justificadas por serem ‘legítimas ocupações’. Entretanto, pouco caso é dado para a parte mais importante: a parte que dura para sempre, a parte espiritual.

Com som alarmante, é Deus mesmo quem chama a nossa atenção dizendo: “Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá” (Efésios 4:14)

Sem perceber o perigo, a maioria anda com facilidade num caminho espaçoso. O Senhor Jesus Cristo nos avisa que este caminho espaçoso conduz à perdição (Mateus 7:13). Somos semelhantes ao homem na parábola que o Senhor Jesus Cristo contou. Pois em outras palavras dizemos a nós mesmos: “descansa, come, bebe e folga” (Lucas 12:19). Sem rodeios, O Senhor Jesus Cristo descreve esse homem como “LOUCO!” E ainda mais acrescenta: “esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lucas 12:20) Continue lendo


dez 13 2011

Certeza de salvação

“Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus” (1 Jo 5.13)

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Ef 2.8)

É possível uma pessoa saber que é salva e que vai para o céu? Em resposta a esta pergunta, devemos primeiramente observar que, se a salvação fosse por meio das obras, tal certeza seria impossível. Uma pessoa nunca poderia estar completamente certa de ter realizado boas obras suficientes ou o tipo correto de boas obras. Além disso, se sua salvação dependesse da continuidade de uma vida perfeita, ela nunca poderia ter certeza de que continuaria a satisfazer esse requisito.

Aqueles que crêem que a salvação é dependente de seu caráter pessoal ou das boas obras invariavelmente traem esse fato através de sua fala. Você pergunta a um homem: “Você é salvo?” E é provável que ele responda: “Estou me esforçando para ser”. Em outras palavras, ele espera fazer o que for necessário para merecer a salvação, e não recebê-la como um presente. Continue lendo


abr 18 2011

Você é salvo?

“Certamente a palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós que somos salvos é o poder de Deus” (I Coríntios 1:18)

As palavras citadas acima são da Bíblia Sagrada. São divinamente inspiradas. A sua mensagem é clara e fácil de entender. O que é difícil é aceitá-la! Esta dificuldade, porém, não está no texto; está nas nossas idéias. O que Deus afirma neste versículo contradiz o que nós queremos acreditar e achamos difícil admitir que estamos errados. Note bem que Deus fala aqui de duas classes de pessoas: as que se perdem e as que são salvas. Observe, também, que as pessoas salvas sabem que são salvas. Porém, em nossos dias, o povo pensa de maneira diferente. Acham que ninguém pode saber se é salvo ou não. Ao mesmo tempo, não querem pensar que esteja perdido, e daí, a dificuldade que já mencionamos. Ela nasce de uma falta de conhecimento da Palavra de Deus ou da recusa em aceitar o que Deus diz. Continue lendo


jan 24 2011

O futuro eterno

Com toda a clareza e precisão a Bíblia ensina-nos que há felicidade eterna para os salvos e sofrimento eterno para os perdidos. Os salvos estarão sempre com o Senhor, e os perdidos serão banidos eternamente da Sua presença. A Bíblia fala com linguagem muito expressiva do gozo eterno dos salvos, e usa linguagem igualmente impressionante quando fala da tristeza eterna dos perdidos.

Não se engane quanto a isto. A palavra “eterno” quer dizer “sem fim”, “para sempre”, “infindo”. Deus diz: “Quem crê no Filho tem a vida eterna”. Também diz dos ímpios: “Irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna”. Veja como a Bíblia descreve o gozo do salvo e o tormento do perdido com a mesma palavra -— eterno. Continue lendo


jan 5 2011

É possível ter certeza!

Quando o famoso cientista M. Faraday estava a morrer, lhe perguntaram sobre suas expectativas quanto à alma. Ele disse: “Eu não sei sobre expectativas — estou descansando em certezas”. Depois acrescentou: “Eu sei!”

Há muitas áreas na vida sobre as quais perguntamos: “Será que posso ter certeza?” Casamento, dinheiro, saúde, emprego, etc. Há, porém, um assunto muito mais importante, que afeta nossa vida agora e na eternidade. É o assunto da salvação da alma. É possível ter certeza sobre isto?

Muitos dizem: “Faça o melhor, e um Deus amoroso provavelmente levará você ao céu”. Outros dizem: “Ninguém pode ter certeza”. Alguns até dizem que é presunção dizer que temos certeza. Mas eu gostaria de mostrar ao leitor que é possível ter certeza da salvação. Continue lendo


dez 29 2010

Eternidade – onde?

Aonde você está indo? Onde estará amanhã? Onde estará nos anos vindouros? Você não tem certeza? Mas espere! Esta pergunta você precisa responder: onde estará na eternidade? É fundamental que você encontre a resposta para esta pergunta, pois dela depende seu destino eterno!

Esta vida é apenas “um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece” (Tiago 4:14); “pois tudo passa rapidamente, e nós voamos” (Salmo 90:10). Prezado leitor, esta vida está acabando… E depois, para onde vamos? O que acontece depois da morte?

Diz a Bíblia: “Aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois disto o juízo” (Hebreus 9:27). E este juízo é descrito com mais detalhes no último livro da Bíblia:

“Vi um grande trono branco e Aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Ví também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então se abriram livros. Ainda outro livro, o livro da vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros. Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados um por um, segundo as suas obras … E quem não foi achado inscrito no livro da vida foi lançado para dentro do lago de fogo” (Apocalipse 20:11-15). Continue lendo