abr 18 2012

Salva tua alma

“A palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós que somos salvos é o poder de Deus” (I Coríntios 1:18)

Quando era menino, muitas vezes acompanhei meu pai ao cemitério de Bom Princípio no Rio Grande do Sul, onde ele trabalhava e o ajudava na preparação de túmulos. Foram muitos enterros de idosos, jovens, crianças e amigos. No dia em que completei 12 anos (1975) houve um acidente, cavei três covas naquele dia.

Na entrada do cemitério, havia uma inscrição em alemão, “Salva tua Alma”. Lembro do dia de perguntar ao pai o que isso queria dizer. Mas ele não sabia nada sobre o assunto, além das crenças da única religião que conhecia, onde nós éramos ensinados que as almas iriam ao fogo do purgatório, sendo necessário rezar muitas missas em favor daquelas almas, na esperança que fossem levadas ao céu. Continue lendo





-->

abr 18 2011

Você é salvo?

“Certamente a palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós que somos salvos é o poder de Deus” (I Coríntios 1:18)

As palavras citadas acima são da Bíblia Sagrada. São divinamente inspiradas. A sua mensagem é clara e fácil de entender. O que é difícil é aceitá-la! Esta dificuldade, porém, não está no texto; está nas nossas idéias. O que Deus afirma neste versículo contradiz o que nós queremos acreditar e achamos difícil admitir que estamos errados. Note bem que Deus fala aqui de duas classes de pessoas: as que se perdem e as que são salvas. Observe, também, que as pessoas salvas sabem que são salvas. Porém, em nossos dias, o povo pensa de maneira diferente. Acham que ninguém pode saber se é salvo ou não. Ao mesmo tempo, não querem pensar que esteja perdido, e daí, a dificuldade que já mencionamos. Ela nasce de uma falta de conhecimento da Palavra de Deus ou da recusa em aceitar o que Deus diz. Continue lendo





-->

dez 20 2010

A loucura mais sábia

“Eis que Deus é mui grande, contudo a ninguém despreza; grande é em força e sabedoria” (Jó 36:5)

“Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força” (Daniel 2:20)

“Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens” (I Coríntios 1:25)


A SABEDORIA HUMANA

A criatura humana, dotada de inteligência, quer ser tão ou mais sábia que seu Criador. Mas obviamente isto é um ato de loucura e desvario! O néscio ou louco diz em seu coração: “Não há Deus” (Sl.14:1), pois não quer admitir que há um Criador que o conhece perfeitamente, o Qual conhece suas intenções, pensamentos e ações. Os que se gabam dos seus diplomas, conquistas, honras ao mérito, vêem-se no direito de “vomitar” aos céus o quanto são sábios, capazes, hábeis e inteligentes. Mas acerca destes “está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes. Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?” (I Coríntios 1:19,20) .

A sabedoria humana é loucura para Deus!

A FORÇA HUMANA

A criatura humana, dotada de força, capacidade e habilidade para dominar sobre as demais criaturas terrenas, quer ser tão ou mais forte que seu Criador. Correndo soberbamente, apesar de cego, o homem se julga mais forte do que tudo e todos, capaz de quebrar barreiras e vencer obstáculos, e ai daqueles que se colocarem em seu caminho. Para quê alguém que não se farta de “engolir” sua própria soberba e confiar em sua própria força vai buscar ou confiar em Alguém que, sequer, não pode ver com seus olhos naturais? Para estes Deus afirma: “quebrarei a soberba da vossa força” (Levítico 26:19).

A força do homem é fraqueza para Deus!

Continue lendo





-->

out 11 2010

Missão: Resgate

”…ele estendeu a sua mão e o tomou.” (II Reis 6:7b)

Certo homem chamado Eliseu e os filhos dos profetas foram até o rio Jordão para construírem uma casa para eles. E aconteceu que enquanto cortavam madeira, o machado de um deles se quebra e o ferro do machado cai na água. Este machado havia sido pego emprestado e desesperado o homem pede a Eliseu que o ajude a recupera-lo. Dito o lugar onde o ferro havia caído, Eliseu lança um pedaço de pau no rio, e M I L A G R O S A M E N T E  o ferro flutua. Foi sem dúvida uma ação sobrenatural de Deus.

Continue lendo





-->

set 17 2010

A reconstrução dos muros de Jerusalém

“E os que passavam blasfemavam dele, dizendo: se és Filho de Deus, desce da cruz.” (Mt.27:40)

“Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer: porque cessaria esta obra…?” (Ne.6:3)


Apenas lendo estes dois versículos acima, podemos perceber a relação que existe entre a obra que Neemias realizou e a obra do Senhor Jesus Cristo para a salvação do mundo.

Resumindo a história de Neemias, até o capítulo em questão (cap.06), vemos que Neemias, servo de Deus, copeiro do rei Artaxerxes, foi movido de íntima compaixão pela sua cidade Jerusalém. Esta cidade foi sitiada por Nabucodonosor, rei da Babilônia (IIRe.25), o qual arrombou a cidade, matando a muitos, derrubou seu muro, queimou suas portas e os restantes sofriam grande desprezo e miséria. Triste notícia chegou aos ouvidos de Neemias, o qual se assentou e chorou sobremaneira (Ne.1:4). Continue lendo





-->

set 15 2010

A serpente de metal

“E era que todo o mordido (pelas serpentes) que olhava para a serpente de metal, ficava vivo.”(Núm.21:9)

“Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna;”(Jo.3:14,15)

Inicialmente, resumiremos a passagem registrada em Números 21:4-9.

Moisés, após libertar o povo de Israel da escravidão no Egito, estava conduzindo o povo por um deserto, a caminho do Mar Vermelho. Períodos anteriores, Continue lendo





-->