ago 24 2015

O que você pensa de Cristo?

O que você pensa de Jesus?Quando o Senhor Jesus Cristo disse que Deus era Seu Pai, os judeus procuraram matá-lO, pois entenderam que Ele dizia ser igual a Deus. Achavam que era blasfêmia. Leia João 5:17,18.

E o Senhor Jesus não os corrigiu! Seu silêncio fala bem alto. Ele dizia ser igual ao Pai, e mostrou três aspectos desta igualdade.

1) O Pai e o Filho fazem as mesmas obras. As duas Pessoas divinas trabalham na mais perfeita harmonia. O que um faz o outro igualmente o faz (vs.19,20). O Filho não age independentemente do Pai (vs.19) e o Pai não trabalha independentemente do Filho (vs.2o). Continue lendo





-->

nov 10 2010

Jesus Cristo é Deus!

“Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor. E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei, Ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse: agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, segundo a tua palavra; pois já os meus olhos viram a tua salvação, a qual tu preparaste perante a face de todos os povos; luz para iluminar as nações, E para glória de teu povo Israel” (Lucas 2:25-32).

São impressionantes as palavras proferidas por este homem piedoso, chamado Simeão, ao tomar em seus braços o Senhor Jesus Cristo, Deus, Salvador, Criador e Sustentador de tudo, na forma de uma criança, um menino. Aquele que sustenta todas as coisas, pela palavra do Seu poder, baixou até este mundo, fazendo-se semelhante aos homens. Simeão aguardava ansiosamente por aquele momento em que se cumpria as seguintes profecias acerca do Senhor Jesus:

“Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel – Deus conosco” (Isaías 7:14).

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Isaías 9:6).

Por certo estas e outras profecias das Sagradas Escrituras estavam vivas na mente e no coração do velho Simeão. E não conseguimos descrever seu gozo em poder contemplar, antes da sua morte, Aquele que o criou em seus próprios braços, encarnado para o salvar, para salvar o mundo. Sim, Simeão VIU A SALVAÇÃO DE DEUS! Ele segurou o Santo Filho de Deus em seus braços. O que para muitos era apenas um menino, Simeão viu no Senhor Jesus a salvação de Deus. Continue lendo





-->