ago 24 2015

O que você pensa de Cristo?

O que você pensa de Jesus?Quando o Senhor Jesus Cristo disse que Deus era Seu Pai, os judeus procuraram matá-lO, pois entenderam que Ele dizia ser igual a Deus. Achavam que era blasfêmia. Leia João 5:17,18.

E o Senhor Jesus não os corrigiu! Seu silêncio fala bem alto. Ele dizia ser igual ao Pai, e mostrou três aspectos desta igualdade.

1) O Pai e o Filho fazem as mesmas obras. As duas Pessoas divinas trabalham na mais perfeita harmonia. O que um faz o outro igualmente o faz (vs.19,20). O Filho não age independentemente do Pai (vs.19) e o Pai não trabalha independentemente do Filho (vs.2o). Continue lendo


ago 5 2011

Tornando-se um filho de Deus

“Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira” (Jo 8:44)

O início da citação deste versículo no Evangelho de João era para assustar a qualquer um. Digo “era” porque há pessoas no mundo que brincam, dão gargalhadas e zombam daqueles que lhes dizem esta palavra; palavra esta, dita pelo Senhor Jesus Cristo. Vale a pena transcrevermos o versículo por completo:

O amigo pode verificar a passagem e notará que o Senhor Jesus Cristo disse isto aos judeus; judeus que diziam ser filhos de Abraão. Podemos tomar ensino aqui para nós: não importa se a pessoa tem uma determinada religião (religião não livra ninguém da condenação eterna) e não importa se tem algum conhecido, parente ou familiar salvo; pois todos nascemos com uma natureza pecaminosa e sendo assim pecamos contra Deus; e digo mais: todos pecamos e este é o nosso desejo natural (de pecar contra Deus). Mas, por que este é o nosso desejo? Continue lendo


nov 18 2010

Os mortos devem ouvir

“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.

Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, E AGORA É, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão” (João 5:24,25)

Uma vez que alguém morre neste mundo, significa que todas as funções vitais do seu corpo pararam de funcionar. Não existe mais vida física. O coração parou de bater, o sangue de circular, não há mais visão nem audição. O sábio Salomão, o qual recebeu a sabedoria do próprio Deus, declarou o que acontece com o homem na sepultura:  “na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma” (Eclesiastes 9:10). A sepultura aguarda a todos: “Que homem há, que viva, e não veja a morte? Livrará ele a sua alma do poder da sepultura?” (Salmo 89:48). E o que se vê, em cada sepultamento, é choro, tristeza e angústia pela perda da vida terrena. Isso porque qualquer um, em sã consciência, sabe bem que aquele corpo sepultado, não mais se moverá, não mais ouvirá, não mais falará, pois é um corpo morto e após um período será tão-somente um montão de pó. É a dor da perda.

A Bíblia fala de um outro tipo de morte: MORTE ESPIRITUAL. Continue lendo