dez 13 2011

Certeza de salvação

“Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus” (1 Jo 5.13)

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Ef 2.8)

É possível uma pessoa saber que é salva e que vai para o céu? Em resposta a esta pergunta, devemos primeiramente observar que, se a salvação fosse por meio das obras, tal certeza seria impossível. Uma pessoa nunca poderia estar completamente certa de ter realizado boas obras suficientes ou o tipo correto de boas obras. Além disso, se sua salvação dependesse da continuidade de uma vida perfeita, ela nunca poderia ter certeza de que continuaria a satisfazer esse requisito.

Aqueles que crêem que a salvação é dependente de seu caráter pessoal ou das boas obras invariavelmente traem esse fato através de sua fala. Você pergunta a um homem: “Você é salvo?” E é provável que ele responda: “Estou me esforçando para ser”. Em outras palavras, ele espera fazer o que for necessário para merecer a salvação, e não recebê-la como um presente. Continue lendo





-->

out 27 2010

Uma dívida, um pagamento

“Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a graça, mas segundo a dívida.” (Rm.4:4)

De acordo com as Sagradas Escrituras, todo o homem é devedor a Deus. E sua dívida não pode ser paga. Sendo todo o homem pecador (Rm.3:23), não há quem possa purificar seu pecado, não há como oferecer algo a Deus em troca do seu perdão. A dívida para com Deus é impagável, é caríssima, e todos os recursos humanos se esgotariam antes (Sl.49:8).

Como então o homem, o qual não pode pagar sua dívida para com Deus, pode ir para o céu? É aqui que a palavra “perdão” deve ser compreendida. É exatamente o que Deus quer dar ao homem: o perdão dos seus pecados, o perdão da sua dívida.
Continue lendo





-->