nov 28 2013

A Grande Ceia

“Vinde, que já tudo está preparado” (Lucas 14:17)

O Senhor Jesus estava na casa de um dos principais dos fariseus, comendo em sua casa, em um sábado, sendo observado pelos convidados. Os fariseus e doutores da lei, assim como muitos dos judeus naquela ocasião, eram pessoas que se julgavam dignas de receber um lugar no céu pelos seus próprios méritos. Julgavam-se melhores que outras pessoas e entendiam que as bênçãos celestiais e eternas não eram uma dádiva gratuita da parte de Deus. Eles precisavam dar a Deus algo em troca. Confiavam nas suas obras e tinham certeza que, para serem recebidos na presença de Deus, deveriam fazer por merecer. Continue lendo


maio 12 2011

O estado de tormento

“E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos” (Lucas 16:23)

É muito comum ouvirmos sobre um “lugar melhor” esperando por aqueles que partem desta vida. Qualquer pessoa consciente da existência e eternidade da alma, em são juízo, deseja gozar de paz e alegria depois da morte. Contudo a vasta maioria ignora ou rejeita a clara e incontestável verdade bíblica sobre a existência do inferno, um estado de tormento, além-túmulo, criado e preparado para Satanás, seus demônios e para todos aqueles que deixam este mundo sem a salvação de Deus.

O versículo citado no início desta mensagem está inserido no contexto de uma história contada pelo Senhor Jesus Cristo, comumente conhecida como a “parábola do rico e lázaro”. Mas esta história não é totalmente uma alegoria! Digamos que se trata de um fato verídico de personagens e características ilustrativas. Há uma clara indicação de que o Senhor Jesus desejou alertar os judeus, descententes de Abraão, para a realidade do inferno. Os “ricos” na Bíblia normalmente representam aqueles que confiam em si mesmos (leia Apocalipse 3:17) e não reconhecem sua miséria espiritual e sua necessidade de Deus. E está claro que o Senhor Jesus não somente queria alertar os judeus descrentes, mas a você também, o qual precisa igualmente se preocupar com a eternidade da sua alma. Continue lendo


fev 22 2011

O bom samaritano (2)

Se você ainda não leu a primeira parte desta mensagem, clique aqui.

Ele (doutor da lei), porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo?” (Lucas 10:29)

Como foi afirmado na primeira parte, aquele doutor da lei acreditava plenamente que herdaria a vida eterna por se achar cumpridor da lei de Deus. Mas o Senhor Jesus toma tempo com aquele homem, respondendo às suas duas perguntas, fazendo-o refletir sobre sua real situação diante dAquele que conhecia perfeitamente seu coração.

Em relação aos mandamentos da Lei de Deus, ao mesmo tempo que a Bíblia diz que “o homem que fizer essas coisas por elas viverá” também afirma: “é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé” (Gálatas 3:11,12). Deus deu a lei, a qual é santa, justa e boa (Romanos 7:12), não para salvar o homem, mas para revelar a maldade do seu coração! NINGUÉM CUMPRE OS MANDAMENTOS DE DEUS! Continue lendo


fev 14 2011

O bom samaritano (1)

Para melhor compreensão desta mensagem, leia antes Lucas 10:25-37.

Esta parábola foi proferida pelo Senhor Jesus a um doutor da lei. Pelas perguntas deste homem (vs.25 e 29), notamos que ele não estava interessado em conhecer a verdade, mas tão-somente experimentar o Mestre.

A primeira pergunta foi: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?

Porque será que ele, um mestre em Israel, um doutor da lei, dirije-se a Cristo chamando-o de Mestre e lhe faz uma pergunta tal como esta? Será mesmo que reconhecia que Cristo era Mestre? Será mesmo que ele estava com dúvida quanto a sua eternidade? Por certo que não. Entretanto ele não estava enxergando que, diante dele, estava Um que conhecia seu coração e que todas as suas intenções não estavam ocultas.

Conhecendo a sua real necessidade, o Senhor Jesus lhe pergunta o que estava escrito na lei, o que foi prontamente respondido. Os dois grandes mandamentos, os quais resumem toda a lei de Deus, revelam ao mundo a exigência da santidade e pureza do Criador. Só que, não somente o doutor da lei acreditava, mas também a maioria da humanidade acredita, que é possível cumprir a lei de Deus (Gálatas 2:10,11). Se realmente fosse possível ao homem cumprir toda a lei de Deus, sem faltar em um só ponto (Tiago 2:10), ele herdaria a vida eterna (Gálatas 3:12). Mas isto é impossível, pois a lei não foi dada para salvar o homem, antes para mostrar o quanto nós somos maus, perversos e pecadores!

“O justo viverá da fé” (Romanos 1:17) Continue lendo


out 18 2010

Não coma com os porcos


“…alegremo-nos; porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido e foi achado” (Lc.15:24)

Talvez seja esta uma das parábolas mais conhecida da Bíblia, da qual muitos até mesmo se valem para representar situações diversas. Mas o Senhor quer nos mostrar, através desta parábola, a verdadeira condição do homem diante dEle: morte e perdição.

Resumindo esta parábola, conta-se de um certo homem que tinha dois filhos. O mais novo pede a sua parte da fazenda, vende-a e vai para longe. Gasta tudo o que tinha com os prazeres desta vida (pródigo = esbanjador) até o dia em que acabou todos os seus recursos Continue lendo


set 27 2010

O fariseu e o publicano

“qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.” (Luc.18:14b)

Esta é uma mensagem destinada àqueles que confiam em si mesmos, crendo que são justos diante de Deus. É isso que disse o Senhor Jesus antes de contar a parábola do fariseu e do publicano (veja Luc.18:9). Antes de entrarmos nesta passagem, vamos analisar por qual motivo o Senhor Jesus desejou falar sobre esta história. Continue lendo


set 12 2010

A parábola dos dez talentos

“Bem está bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor…Mau e negligente servo; tirai-lhe pois o talento e dai-o ao que tem dez talentos. Lançai pois o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.” (Mat.25:23-30)

Esta parábola faz parte do sermão profético do Senhor Jesus Cristo. Por ser de conteúdo profético, fala do que ainda está para acontecer.

O Senhor Jesus conta a história de um senhor que Continue lendo