jan 17 2014

Direto ao ponto

“Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir.

Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Isaías 59:1,2)

O homem tem procurado enganar sua própria consciência, forjando para si um deus complacente com o pecado. Quer abraçar um deus amoroso, benfeitor e doador, mas que não pune nem condena o pecado. Este não é o Deus verdadeiro! Sim, o Deus da Bíblia, desconhecido pela humanidade, é Amor e cheio de graça e bondade. Mas também é Santo e Justo. Os atributos da divindade são inseparáveis. Se você deliberadamente ignora qualquer um dos atributos de Deus, a seu bel prazer, você está forjando para si o seu próprio deus.

Não há quem não se agrade quando ouve: “Deus te ama”. Entretanto, dificilmente é aceita a seguinte afirmação, igualmente verdadeira: “Deus odeia o teu pecado”. Sim, Deus ama o pecador, mas odeia o seu pecado. Ele não tem prazer na morte do ímpio (Ezequiel 33:11), todavia ao culpado não terá por inocente (Êxodo 34:7). Continue lendo

-->

out 23 2013

Daqui a 100 anos

Daqui a 100 anosQue diferença fará daqui a 100 anos se o leitor:

1) Morou num palacete – ou num casebre?

2) Se usou roupas de marca – ou roupas baratas?

3) Se passou as férias no Hawai – ou em casa?

4) Se comeu filet mignon – ou pão duro?

5) Se dormiu em colchão de centenas de contos – ou numa pobre esteira?

6) Se teve automóvel próprio – ou andava de transportes públicos?

7) Se teve empregados às suas ordens – ou recebia ordens de um patrão?

8) Se era reconhecido – ou era ignorado?

9) Se pertenceu à classe social alta – ou era plebeu?

10) Se teve 100 milhões guardados no banco ou vivia num tremendo aperto:

QUE DIFERENÇA FARÁ TUDO ISSO DAQUI A 100 ANOS?

NENHUMA!

Absolutamente nenhuma!

ENTRETANTO… Fará MUITÍSSIMA diferença daqui a 100 anos se HOJE você é uma pessoa SALVA ou PERDIDA, pois esse fato DETERMINARÁ se daqui a 100 anos o leitor estará no CÉU ou no INFERNO. Isso fará muitíssima diferença, não somente daqui a 100 anos, mas por toda a eternidade!

O que é necessário que faça para se salvar? Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo (Atos 16:31)

Fonte: http://iqc.pt

-->

fev 23 2013

Alerta aos desinteressados

“Era desprezado e não fizemos dele (Jesus Cristo) caso algum” (Isaías 53:3b)

Através desta mensagem em vídeo, Adir R. Magalhães, por ocasião da Conferência em Gama-DF 2013, utilizando quatro textos da Palavra de Deus, explica que o ser humano pode se encontrar em três possíveis fases ou condições em relação à sua situação diante de Deus: desinteresse, despertamento e salvação.

Deus quer que todos se salvem venham ao conhecimento da verdade. Permanecer em seu estado natural, de pecado e perdição, é ignorar o grande amor de Deus por você.

Que Deus, pelo Seu Espírito, desperte você do seu estado de pecado e desinteresse em relação à sua triste situação diante dEle. Só então você poderá compreender o que Cristo fez por você na cruz e, assim, tomar a maior decisão da tua vida, da tua eternidade.

Continue lendo

-->

ago 6 2012

Com carinho

“Deus prova o Seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5:8)

Querido leitor. É com carinho que lhe expomos estas verdades da Palavra de Deus. Não são nossos pensamentos, mas é como Deus apresenta o plano de salvação para toda humanidade.

Lemos nas Sagradas Escrituras: “todos pecaram e carecem da gloria de Deus” (Romanos 3:23).

Lemos também que: “sem derramamento de sangue não há remissão (perdão)” (Hebreus 9:22b).

Foi por isso que o Senhor Jesus Cristo morreu sobre a cruz, derramando ali o Seu sangue. Ele fez o que nós não podíamos fazer. Ele satisfez a justiça de Deus. Ele morreu como nosso Substituto, morreu em nosso lugar. Ele recebeu o castigo que nós merecíamos por causa dos nossos pecados. Sem dúvida, o Senhor Jesus Cristo fez isso porque muito nos amou. Ele é então o nosso Salvador (livrou-nos do castigo ou da punição que deveríamos receber de Deus).

Só que essa substituição não é automática. Continue lendo

-->

jun 29 2012

Tempo oportuno

Tempo Oportuno

“Ouvi-te em tempo aceitável, e socorri-te no dia da salvação. Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o tempo de salvação” (II Coríntios 6:2)

Há muitos que querem ser salvos — mas por enquanto não. Querem ser salvos das conseqüências eternas do pecado, mas amam o pecado e querem ter o seu prazer. Querem o pecado agora enquanto são jovens e cheios de saúde, e na velhice, depois de terem desfrutado de tudo que o mundo oferece, pretendem se arrepender e serem salvos.

Só que não é tão fácil assim. Depois da escola e da faculdade, o pobre ser humano descobre que tem muito mais trabalho pela frente. Quando pensou que ia ter mais folga para desfrutar das suas conquistas, ele se acha mais preso ainda. Há tanta concorrência para conseguir um bom emprego. É necessário fazer cursos de atualização, etc. Parece que os anos voam. Logo começa a pensar no casamento, depois vem os filhos, e parece mais e mais difícil achar tempo para o Evangelho. Quanta coisa que realmente exige o nosso tempo!

No entanto quando é que você vai achar tempo para resolver a mais importante de todas as perguntas: “Onde estarei na eternidade?“ Continue lendo

-->

abr 18 2012

Salva tua alma

“A palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós que somos salvos é o poder de Deus” (I Coríntios 1:18)

Quando era menino, muitas vezes acompanhei meu pai ao cemitério de Bom Princípio no Rio Grande do Sul, onde ele trabalhava e o ajudava na preparação de túmulos. Foram muitos enterros de idosos, jovens, crianças e amigos. No dia em que completei 12 anos (1975) houve um acidente, cavei três covas naquele dia.

Na entrada do cemitério, havia uma inscrição em alemão, “Salva tua Alma”. Lembro do dia de perguntar ao pai o que isso queria dizer. Mas ele não sabia nada sobre o assunto, além das crenças da única religião que conhecia, onde nós éramos ensinados que as almas iriam ao fogo do purgatório, sendo necessário rezar muitas missas em favor daquelas almas, na esperança que fossem levadas ao céu. Continue lendo

-->

dez 13 2011

Certeza de salvação

“Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus” (1 Jo 5.13)

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Ef 2.8)

É possível uma pessoa saber que é salva e que vai para o céu? Em resposta a esta pergunta, devemos primeiramente observar que, se a salvação fosse por meio das obras, tal certeza seria impossível. Uma pessoa nunca poderia estar completamente certa de ter realizado boas obras suficientes ou o tipo correto de boas obras. Além disso, se sua salvação dependesse da continuidade de uma vida perfeita, ela nunca poderia ter certeza de que continuaria a satisfazer esse requisito.

Aqueles que crêem que a salvação é dependente de seu caráter pessoal ou das boas obras invariavelmente traem esse fato através de sua fala. Você pergunta a um homem: “Você é salvo?” E é provável que ele responda: “Estou me esforçando para ser”. Em outras palavras, ele espera fazer o que for necessário para merecer a salvação, e não recebê-la como um presente. Continue lendo

-->

ago 14 2011

O lugar de maldição

“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gálatas 3:13)

O Velho Testamento contém inúmeras profecias acerca do Messias, Jesus Cristo: Seu nascimento, Sua vida, Sua morte, Sua ressurreição e o Seu reino. São incontáveis os versículos no Novo Testamento que fazem referência à alguma Escritura do Velho, através da expressão: “Está escrito”. O próprio Senhor Jesus citou as Escrituras enquanto esteve neste mundo, na ocasião em que foi tentado pelo diabo (Mateus 4:7). Isso nos fala da perfeição e da infalibilidade das Sagradas Escrituras. A Bíblia é a Palavra de Deus. Deus promete e Deus cumpre. Deus é Fiel!

Deus prometeu enviar um Salvador ao mundo, a fim de tomar sobre Si os pecados da humanidade. A maldição, decorrente da desobediência à Lei de Deus, tem recaído sobre o homem desde a sua criação, no Éden. A expressão “maldição da lei” não significa, de modo nenhum, que a Lei é maldita (leia Romanos 7:7)! A Lei apenas atesta a desobediência do homem, o qual não pode cumpri-la. Assim, a Lei (santa, boa e justa) revela que o homem está debaixo da maldição por ser transgressor. Continue lendo

-->

jun 24 2011

Obediência ao Evangelho

“Qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?” (I Ped.4:17)

Conforme se pôde ler na mensagem anterior, o Evangelho de Jesus Cristo é uma alegre notícia ao coração aflito e oprimido pelo pecado. Aos que têm sede de salvação, abundantes e refrigerantes águas lhes são oferecidas pelo Salvador (Jo.7:37,38). Aos que estão cansados e sobrecarregados, pelo reconhecimento do pecado, descanso e alívio lhes são prometidos pelo Senhor Jesus (Mt.11:28-30). Deus quer todos se salvem (I Tm.2:4)! E àqueles que O invocam, em verdade, arrependidos e crentes em Jesus Cristo como Salvador, Deus salva imediatamente.

“Oh dia alegre em que Jesus minha alma para Si chamou. E me fez vez, na Sua cruz, o preço que por mim pagou. Sou feliz, mui feliz, porque Jesus me perdoou”

Mas nem todos dão crédito ao Evangelho! Continue lendo

-->

jun 13 2011

O Evangelho

“Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; ” (Romanos 1:16)

A ousadia na pregação do Evangelho era uma característica dos primeiros discípulos de Jesus Cristo. Anunciando uma mensagem considerada revolucionária, pois era dirigida contrária aos corações, os primeiros cristãos estavam dispostos a morrer pelo nome do seu Salvador. Suas vidas se resumiam em viver para Cristo e levar almas aos pés da cruz. A causa lhes era sublime demais (e ainda o é)! Trata-se de Deus que se fez homem com o firme propósito morrer no lugar de inimigos: você e eu.

EVANGELHO

Evangelho é uma palavra transliterada da palavra grega “evangelion”. Esta palavra significa “boas-novas” ou “boas notícias”. Quando o Senhor Jesus veio em carne, nascido de uma virgem, em conformidade com as Escrituras (Isa.7:14), o anjo do Senhor proclamou aos pastores: “Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (Lc.2:10,11). O Evangelho são novas de grande alegria. É a boa notícia de Deus ao mundo! Continue lendo

-->