O Servo Perfeito

Nos capítulos 13 a 17 de João encontramos o ministério particular do Senhor Jesus aos Seus discípulos. Em um contexto de despedida, pois voltaria para o Pai, o Senhor Jesus se preocupa com a permanência dos Seus discípulos no mundo, ministrando-lhes suas últimas palavras antes de ser levantado no madeiro. Inicialmente, em ato simbólico (antiga prática de responsabilidade dos escravos), o Senhor Jesus lava os pés dos Seus discípulos, dando-lhes o perfeito exemplo de servidão, sendo Ele mesmo o Senhor.

Neste estudo, última publicação da Conferência realizada em Gama-DF, entre os dias 05 e 08 de Março de 2011, Liseu Martino Altoé, o qual reúne na igreja de Deus que está em Sta. Cruz das Palmeiras-SP, serve aos santos verdades preciosas contidas em João capítulo 13, onde encontramos aquele que é o Senhor e Mestre agindo como um escravo, em benefício dos Seus discípulos. Ele deixou o exemplo, para que eles e todos os crentes fizessem o mesmo.

“Qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo” (Mt.20:27)

Nas duas últimas partes deste estudo ouvimos sobre o traidor, Judas Iscariotes, e por fim o anúncio da negação de Pedro. Continue lendo

0

Não há como escapar

“Se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;?” (Hebreus 2:3)

Deus, na ocasião em que haveria de destruir todos os habitantes das cidades de Sodoma e Gomorra, com fogo e enxofre, anjos (ou mensageiros) foram designados a transmitir a notícia, primeiramente a Abraão (Gên. 18:20-22) e posteriormente a Ló (Gên. 19:11). E a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e todos naquelas cidades foram mortos pelo Senhor, com exceção de Ló, o qual deu ouvidos a voz: Escapa-te por tua vida; não olhes para trás de ti, e não pares em toda esta campina; escapa lá para o monte, para que não pereças” (Gênesis 19:17). Continue lendo

+1