O Servo Perfeito

Nos capítulos 13 a 17 de João encontramos o ministério particular do Senhor Jesus aos Seus discípulos. Em um contexto de despedida, pois voltaria para o Pai, o Senhor Jesus se preocupa com a permanência dos Seus discípulos no mundo, ministrando-lhes suas últimas palavras antes de ser levantado no madeiro. Inicialmente, em ato simbólico (antiga prática de responsabilidade dos escravos), o Senhor Jesus lava os pés dos Seus discípulos, dando-lhes o perfeito exemplo de servidão, sendo Ele mesmo o Senhor.

Neste estudo, última publicação da Conferência realizada em Gama-DF, entre os dias 05 e 08 de Março de 2011, Liseu Martino Altoé, o qual reúne na igreja de Deus que está em Sta. Cruz das Palmeiras-SP, serve aos santos verdades preciosas contidas em João capítulo 13, onde encontramos aquele que é o Senhor e Mestre agindo como um escravo, em benefício dos Seus discípulos. Ele deixou o exemplo, para que eles e todos os crentes fizessem o mesmo.

“Qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo” (Mt.20:27)

Nas duas últimas partes deste estudo ouvimos sobre o traidor, Judas Iscariotes, e por fim o anúncio da negação de Pedro.

A nossa oração é que este estudo leve o povo de Deus a apreciar cada vez mais o Senhor e Mestre Jesus, o Servo perfeito, atentando para o Seu supremo exemplo de humildade, amor e abnegação, em prol dos Seus discípulos. Assim cada crente terá condições de olhar para seu irmão em Cristo, vendo-o como seu co-herdeiro da glória celestial, filhos do mesmo Pai, discípulos do mesmo Senhor, e procurar, na força do Senhor, amá-lo como Cristo mesmo o tem amado. É assim que o mundo conhecerá que somos discípulos do Senhor Jesus. Ele nos ordenou: “que vos ameis uns aos outros” (João 13:34).

1) A sós com os Seus discípulos

2) Lavando os pés

3) A explicação

4) O traidor

5) A queda de Pedro

0

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.