Unidade em Graça e Verdade

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de GRAÇA e de VERDADE” (Jo. 1:14)

“Aquele que diz que está nEle, também deve andar COMO Ele andou” (I Jo.2:6)

Até quando? Até quando a GRAÇA e a VERDADE, manifestadas juntas, em sua plenitude, pelo nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, serão manchadas como instrumento de divisão?

“Para que todos sejam UM, como Tu, ó Pai, o és em Mim, e Eu em Ti; que também eles sejam UM em nós, para que o mundo creia que Tu me enviaste” (João 17:21)

“ROGO-VOS, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais UNIDOS em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer” (I Co.1:10)

“ROGO-VOS, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. Há UM só Corpo e UM só Espírito, como também fostes chamados em UMA só esperança da vossa vocação; UM só SENHOR, UMA só fé, UM só batismo; UM só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós” (Ef. 4:1-6)

“Somente deveis portar-vos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos veja, quer esteja ausente, ouça acerca de vós que estais num MESMO  espírito, combatendo juntamente com o MESMO ânimo pela fé do evangelho… Tendo o MESMO combate que já em mim tendes visto e agora ouvis estar em mim… Completai o meu gozo, para que sintais o MESMO, tendo o MESMO amor, o MESMO ânimo, sentindo uma MESMA coisa… De sorte que haja em vós o MESMO sentimento que houve também em Cristo Jesus” (Fil.1:27,30; 2:2,5)

Aqueles que foram resgatados pelo poder do genuíno Evangelho, fazendo assim parte da Igreja de Cristo, a Sua noiva, não deveriam “degladiar” em benefício da verdadeira comunhão e unidade do povo de Deus? Sendo que Cristo amou a Sua Igreja e a Si mesmo se entregou por ela, Satanás tem aparelhado todas as hostes espirituais da maldade, o seu exército demoníaco, para tentar destruí-la. Basta uma simples caminhada, por uma rua movimentada de qualquer grande cidade do Brasil, para vermos o estrago que o inimigo tem causado. E ele, como sempre se opõe a Deus, continuará agindo para que o “mundo não creia”.

Até o ímpio grita A UNIÃO FAZ A FORÇA! Infelizmente, “os filhos deste mundo são mais prudentes na sua geração do que os filhos da luz” (Luc.16:8)

Mas quê prometeu o Cabeça em relação à Igreja, o Seu Corpo? “As portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mat.16:18)!

As portas do inferno podem combater, com ódio cruel, ao ver no mundo uma igreja de Deus, reunida EM, PARA e AO nome do Senhor Jesus, tendo Ele no seu meio, mesmo com pouca força, guardando a Sua Palavra e não negando o Seu nome, mas jamais prevalecerão contra ela, pois “maior é o que está em vós do que o que está no mundo” (I Jo.4:4).

  • Você levanta a bandeira da GRAÇA? Tremule-a com fervor! Mas não a utilize como pretexto para passar por cima da VERDADE!
  • Você é um defensor da VERDADE? Seja valente e faça isto com vigor! Mas não a utilize como pretexto para deixar de amar profundamente seus irmãos em Cristo.

Até quando? Ainda há esperança?

Um experiente irmão me disse certa vez que isso só acontecerá na glória, em um futuro bem próximo, quando ENFIM “haverá UM rebanho e UM Pastor” (Jo.10:16). NÃO! Não posso me conformar! Não posso cruzar os braços! Esta é sim uma promessa linda e maravilhosa, para um futuro glorioso, quando o Senhor Jesus “vier para ser glorificado nos seus santos” (II Tes.2:10). Todavia, não está escrito que “haverá um só corpo”, antes o verbo está no presente: “HÁ UM SÓ CORPO”! Mas onde ele está? É possível enxergá-lo? Onde? Como?

Existe um lugar onde esta unidade seja possível e visível ao mundo? Eu não tenho dúvida que SIM! Em qualquer época, em qualquer lugar deste mundo, independente de cultura, raça, tribo ou nação, É POSSÍVEL, pelo poder do Espírito Santo, vermos almas sedentas, correndo às “águas da salvação”, em Cristo, as quais são fruto do poder Deus operando através da unidade do Seu povo.

Lembremos: “para que o mundo creia que Tu me enviaste”.

Deus não aceitará desculpas se não manifestarmos a unidade HOJE, aqui ou ali. Ouçamos a absoluta verdade: HÁ UM SÓ CORPO! E cada expressão local da Igreja de Cristo, plantada por Deus (não pelo homem), aqui ou ali, deverá proclamar tal unidade. Mas nunca, jamais às custas nem da GRAÇA, nem da VERDADE.

Eu quero muito que Deus dilate o meu coração, para manifestar a Sua GRAÇA, mas, ao mesmo tempo, que Deus levante muralhas intrasponíveis com respeito à VERDADE, através da obediência à Sua Palavra.

Sei que vou continuar sofrendo e chorando, como foi quando ainda engatinhava na fé, tendo sido arrancado por Deus de uma colossal religião pagã e idólatra, e em seguida percebia, ao meu redor, o tamanho desta anormal e gigantesca “árvore de mostarda”, essa tal cristandade sem Cristo, com todas as suas ramificações. Sei que não podemos separar o joio do trigo, muito menos dar as mãos a este ecumenismo infernal ou nos conformar com este modelo mundano de igreja! Estou convicto que é possível que um grupo de salvos, em um lugar, resgatados pelo sangue de Cristo, não abandone o “primeiro amor”, tornando a praticar as “primeiras obras” (Apoc.2:4,5).

Se um crente ou uma igreja quiser glorificar a Deus aqui neste mundo, não se contentará (dentre outras verdades fundamentais a respeito da Igreja) com nada menos que a UNIDADE do povo de Deus, procurando agir, com a ajuda de Deus, sempre em GRAÇA e em VERDADE.

“… como Tu, ó Pai, o és em mim e Eu em Ti…”

0

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.